Posts Tagged ‘Gestão’

5 dicas para melhorar o atendimento ao cliente

quarta-feira, março 17th, 2021

Um dos desafios das empresas modernas é garantir um atendimento ao cliente que transmita qualidade, atenção e segurança. Isso pode gerar certa hesitação para implementar a estratégia, mas não é tão difícil quanto parece. Neste artigo, separamos 5 maneiras de atender bem o consumidor e certificar uma experiência positiva.

As mudanças no mercado fizeram com que as empresas investissem em vender experiência, além do produto ou serviço. Uma das principais formas de fazer isso é se dedicar ao atendimento ao cliente. Colocar o consumidor em primeiro lugar implica em promover experiências positivas durante toda a jornada de compra do usuário. Para o negócio, isso gera um aumento nos lucros e um ganho de vantagem competitiva e, para o cliente, produz um sentimento de bem-estar e desperta a vontade de comprar mais vezes no mesmo local.
Profissional de marketing que mede a satisfação do cliente e classifica estrelas. análise de satisfação e lealdade, aumento da retenção de clientes, ilustração do conceito de ferramentas de marketing Vetor grátis

Um bom atendimento, então, cria uma conexão entre empresa e cliente e sempre deve ser nutrida. Não é só no primeiro momento, para realizar a venda que o usuário precisa se sentir especial, mas também no pós-venda e nas futuras compras.

“Atender o cliente da melhor forma possível constantemente” é o lema que as empresas precisam adotar se querem sobreviver às mudanças do mercado. Isso envolve um alinhamento entre todas as equipes e na cultura organizacional. Para te preparar pro mundo do atendimento ao cliente, separamos 5 dicas que você pode implementar nos negócios a fim de intensificar a postura centrada no cliente.

1. Mostre interesse no cliente

Você se sente mais confortável e bem recebido quando alguém presta atenção em você ou quando alguém não parece te dar muita importância? Se você escolheu a primeira opção, saiba que a grande maioria também a seleciona. É justamente isso que se deve aplicar para um bom atendimento.

O melhor é que você pode mostrar interesse com pequenas ações, como cumprimentar o cliente com um sorriso (no caso de loja física) ou enviar uma carinha feliz (no formato digital), desejar-lhe bom dia, boa tarde ou boa noite, ouvir com atenção o que ele tem a dizer (com todas as informações reunidas, isso também facilita que você encontre uma solução de forma ágil e eficiente) e evitar expressões negativas como “não pode” e “não deve”.

2. Transmita confiança

Quando você passa confiança, o consumidor se sente mais seguro para aceitar sua ajuda e acreditar que você irá fornecer a melhor solução para o seu problema ou objetivo. Aqui também vale deixar o cliente à vontade: dependendo do tipo de cliente, ele pode se enquadrar no modelo confuso ou não comunicativo, e isso pode deixá-lo se sentindo inibido diante do vendedor. Uma comunicação clara, educada e discreta é uma boa saída.

3. Se coloque no lugar do cliente

Pode ser algo óbvio tratar o outro como você gostaria de ser tratado, mas muitas pessoas se esquecem dessa máxima. É muito provável também que você seja cliente de outro(s) negócio(s), e ficar atento a como você é atendido é um bom exercício de se colocar no lugar do consumidor na prática.

Por exemplo, se um dia demoraram muito para te atender, procure evitar que a pessoa fique esperando. Se não deram muita bola para a sua reclamação, preste atenção quando o cliente tiver alguma crítica a fazer.

4. Personalize o atendimento

A personalização implica em investimento de tempo no cliente, algo muito bem visto e um grande diferencial para a conquista do consumidor. Adaptar o discurso para os diferentes nichos, enviar cartas customizadas com o produto e oferecer um doce ou chá antes do serviço são ações simples que fazem a diferença na percepção do cliente com relação à sua empresa.

Além disso, outra forma de personalizar o atendimento é estar presente em diversos canais de atendimento com a comunicação integrada. Também chamada de omnichannel, essa estratégia visa estreitar a relação entre empresa e cliente, bem como entre o offline e o online, por meio da interligação dos canais. Com isso, o consumidor se sente satisfeito em qualquer meio de comunicação que ele preferir, o que representa um ganho de recursos financeiros e de imagem da marca pela empresa.

5. Invista em ferramentas de gestão

Uma dica um pouco mais técnica é investir em ferramentas que acompanhem e registrem os processos de contato com os consumidores, o qual engloba atendimento, vendas e marketing. Ter informações preciosas reunidas em uma plataforma facilita na hora de montar novas estratégias, medir se as ações estão dando resultado positivo, verificar a satisfação do cliente, dentre outros. Uma das principais ferramentas utilizada pelos negócios é o CRM, grande alicerce para construir planos de sucesso.

Existem várias formas de realizar um bom atendimento ao cliente. Essas 5 dicas e os 6 pilares que fortalecem a relação são alguns exemplos. Para Carla Sarni, fundadora e CEO da Sorridents, maior rede de clínicas odontológicas da América Latina, a centralidade no cliente (customer-centric) é um conceito que vem ganhando força. Por trás dessa iniciativa está a vontade de servir os clientes até o máximo da capacidade da empresa para torná-los consumidores fiéis. Ou seja, entregar um bom produto ou serviço e uma ótima experiência desde a fase de prospects até o pós-venda.

Carla também defende seus 5 pilares do atendimento ao cliente: preço justo, alta qualidade, conforto, conveniência e facilidade de pagamento – conceitos que também merecem o devido estudo. Falando nisso, no meuSucesso você pode aprender com a própria Carla Sarni no Caso de Estudo “Dona Carla”, que construiu a Sorridents com base no bom relacionamento com os clientes. Ou na série “Grandes Estratégias” que, além de Carla, conta com outros grandes nomes do empreendedorismo brasileiro, como Alexandre Ostrowiecki e João Appolinário, que tratam de assuntos de atendimento B2B e do modelo omnichannel, respectivamente.

Fonte: meusucesso.com

10 dicas de gestão para novos empreendedores digitais

domingo, janeiro 31st, 2021

O empreendedorismo no Brasil tem estado em crescimento. No nosso país, cada vez mais pessoas estão fugindo dos meios convencionais de trabalho para tentar se lançar por conta própria.

Essa realidade não é apenas fruto da nossa era, mas as novas tecnologias e mídia facilitaram bastante o empreendedorismo digital na atual geração. O grande crescimento dos mercados virtuais e maior facilidade na criação de empresas nesse setor, associados à própria lógica da economia no país, acabam motivando esse tipo de pensamento, principalmente, para fugir aos salários baixos e também do desemprego.

Ainda assim, para que uma nova empresa consiga ter sucesso em nossos dias, especialmente quando falamos em empresas de setores como o e-commerce, se torna necessário ter em mente que o caminho para o êxito é longo e exige um certos conhecimentos de e-marketing, capacidade de gestão e também níveis elevados de motivação.

Hoje, os empreendedores digitais não precisam se preocupar apenas em obter o financiamento necessário para lançar seu negócio, mas também com elementos como a identidade de sua empresa, a definição lógica dos preços dos produtos, a criação de estruturas de contacto com o público-alvo e a promoção da marca.

Todo o processo de gestão de uma nova empresa pode ser bem desafiante para o empreendedor iniciante. Assim, o melhor é conhecer 10 dicas de gestão que podem garantir o tão desejado êxito.

1. Crie uma marca chamativa

O primeiro elemento com o qual você, enquanto gestor de um negócio, deve se preocupar é a criação de uma identidade de marca sólida e que possa criar interesse no consumidor.
A sua marca deve ter um nome sonante, um logotipo apelativo e um slogan que fique no ouvido do seu público-alvo. Além disso, todos os seus elementos devem ser fáceis de recordar, reconhecer e memorizar.

2. Escolha o modelo de negócio

Cada vez mais estão surgindo modelos de negócio; por isso é muito importante que escolha o seu com cuidado, para garantir que se adapta à sua marca e a si.
Um bom exemplo de modelo de negócio para e-commerce é o Dropshipping. Esse é um exemplo bastante interessante, por exemplo, para os empreendedores que desejam dedicar-se mais à gestão promocional e de contacto com o cliente, delegando a gestão logística. Estude suas opções.

3. Saiba quem é o seu público

Se você não souber para que público-alvo se dirige, é muito difícil definir uma estratégia para sua empresa. Pense qual é o seu público ideal e oriente toda a ação para este.
À medida que o negócio for avançando, a análise das estatísticas pode ajudá-lo a conhecer melhor quem é, efetivamente, o consumidor da sua marca e a melhorar a sua estratégia.

4.Procure aprender sobre gestão administrativa

Ainda que possa parecer supérfluo, a verdade é que qualquer formação em gestão administrativa pode melhorar muito sua performance.
Procure cursos ou formações presenciais e online e acredite que verá a diferença em seu negócio.

5. Utilize os novos meios

Uma boa gestão terá sempre de considerar as tendências e isso também implica migrar para as redes sociais e compreender como pode usá-las a seu favor.
Espaços como o Facebook, o Instagram ou o Twitter podem ser plataformas fantásticas para o seu negócio, se as utilizar bem.

6. Avalie a concorrência

Compreender a ação dos seus concorrentes, o preço que praticam e a forma como promovem a interação com o público pode dar-lhe pistas valiosas sobre a melhor forma de atingir os seus objetivos.

7. Organize as suas finanças e as da empresa

Ter uma vida financeira organizada é fundamental para o sucesso. Assim, você deve ser cuidadoso e garantir que tem o melhor planejamento econômico.
Lembre-se ainda de separar o lado pessoal do empresarial, pensando nas finanças da empresa e nas suas finanças de forma distinta. Assim, conseguirá manter as contas mais organizadas.

8. Comunique

A comunicação é um dos aspectos mais importantes da gestão.
Se trabalhar sozinho, procure ter uma boa comunicação com o público da sua marca e com seus consumidores. Caso sua empresa tenha mais pessoas, aposta também na comunicação interna: isso evitará falhas!

9. Seja criativo

Um empreendedor não precisa apenas de ser organizado e competente. Precisa também de ser criativo, para conseguir diferenciar-se da concorrência e conquistar os consumidores.

10. Mantenha a motivação

Procure qualquer tipo de ajuda que possa manter a sua motivação em alta. Leia livros de motivação, converse com profissionais de sucesso no setor, ouça os conselhos e incentivos de seus amigos e familiares.

Não importa qual o método que utiliza, contando que não desista. O mais importante é que você se lembre que o sucesso pode demorar um pouco mas que a motivação é a estrada principal para chegar até ele.

Fonte: Blog quanto sobra.

A importância de uma Gestão Fiscal inteligente, entenda!

segunda-feira, dezembro 2nd, 2019

Todos sabemos (na verdade, nem todos, rsrs) que as empresas, independente do porte, estão sujeitas a cumprir com obrigações tributárias, organizar demonstrações contábeis e emitir notas fiscais. São situações que nenhum empreendedor tem como evitar!

Por isso, para alguns empresários em especial, a GESTÃO FISCAL pode representar uma enorme dor de cabeça. Isso acontece porque no Brasil, a legislação é complexa, a carga tributária é alta e muitos têm dificuldade de entregar resultados com base no planejamento estratégico da empresa.

Porém, a verdade é que a gestão fiscal aliada a modernas ferramentas pode representar uma excelente aliada para você administrar o seu negócio, controlar os processos e aumentar o faturamento. Continue a leitura e entenda o que é gestão fiscal, qual a sua importância e como aplicá-la dentro da empresa.

A importância da Gestão Fiscal para a sua empresa

A gestão fiscal vai muito além de organizar os impostos que a sua empresa deve pagar! Sempre que se fala em tributos no Brasil, torna-se inevitável destacar o impacto que a carga tributária costuma trazer para as empresas. Além disso, existe o fato de que a nossa legislação tributária dificulta ainda mais o entendimento de empreendedores.

Daí te faço 3 perguntas:

  1. Você sabia que uma boa gestão dos documentos fiscais pode te ajudar na estratégia de reduzir os custos com impostos?
  2. Que você pode gerir melhor seus recursos?
  3. Que também pode facilitar a administração do seu negócio?

Então, se você não sabe ou não entende muito bem o que é a gestão fiscal, vamos explicar o que é, quais seus benefícios e como aplicá-la na sua empresa.

O que é quais os benefícios da Gestão Fiscal

Consideramos gestão fiscal, como uma grande estratégia que pode te ajudar a evitar prejuízos nesse setor. Isso porque esse modelo de gestão leva em consideração diversos fatores, desde as obrigações acessórias e exigências tributárias até a guarda de documentos, que é obrigatória.

Acredite, todos os fatores envolvidos na gestão são de fundamental importância para a tomada de decisão.

Você sabia que nem sempre as companhias adotam o melhor regime tributário para o seu tipo de negócio?

Dessa forma, a gestão fiscal analisa qual a melhor forma de tributação para a sua empresa e consequentemente se realiza o planejamento tributário.

Veja os principais benefícios de uma Gestão fiscal em excelência:

  • Maior controle fiscal;
  • Evitar multas e penalidades por irregularidade;
  • Cumprimento de obrigações acessórias;
  • Auxílio no controle da saúde financeira.

Ou seja, a gestão fiscal engloba tudo o que envolve os aspectos tributários de uma organização.

Agora que você já sabe o que é a gestão fiscal e seus benefícios, veja como começar o processo.

Como fazer a Gestão Fiscal

Existem diversas maneiras de começar o processo de gestão relativo ao ambiente fiscal. Vamos elencar para você as principais:

  • Primeiro, é importante que o responsável pelo processo conheça a legislação tributária e também o cenário em que sua empresa está inserida.
  • É ideal que um contador da empresa ou especialista seja o responsável por iniciar esse processo.
  • Para o início desse processo, também é necessário ter em mãos os documentos fiscais da sua empresa. Isso ajuda o contador a saber quais e quando determinados impostos devem ser pagos.

Obs.: Além disso, é nessa etapa que será detectado se o melhor regime tributário para o seu empreendimento é realmente o que ele está inserido.

  • Emitir e guardar Notas Fiscais Eletrônicas. Esse é um passo mais relevante do que muitos empresários imaginam. Este é o documento que vai garantir a legalidade para a sua empresa e possibilitar a gestão fiscal.

P.s.: A lei exige que documentos fiscais sejam armazenados por 5 anos. Logo, é fundamental que você tenha esse documento caso ele seja solicitado pelo fisco. Então, não deixe de  armazenar este documento. Sem ele você corre o risco de ser multado e até, acusado do crime de sonegação de impostos.

Ainda não sabe como começar?

Sabemos também, que nem sempre é fácil iniciar o processo de gestão fiscal. Então, não exite em procurar ajuda especializada.

Nós da Aci Contabilidade, temos todo um sistema especializado voltado somente para a gestão fiscal dos nossos clientes.

Através de ferramentas especializdas, capturamos automaticamente todas as entradas e saídas de NFC-e, NF-e, NF-e, CF-e CT-e. E o melhor, SEM CUSTO adicional.

Não entendeu? Então vamos resumir em 5 pontos:

  • Capturamos automaticamente todas os documentos fiscais de entradas e saídas dos nossos clientes, através de nossos softwares parceiros.
  • Após captura e baixa dos documentos, o sistema organiza tudo automaticamente em uma pasta, por CNPJ, mês e ano. Isso mesmo, Todos os documentos da sua empresa sempre organizados e protegidos contra qualquer fiscalização.
  • O cliente não irá gastar o seu tempo com verificação de documentos, ou seja, o cliente está livre de documentos falsos que podem comprometer a idoneidade da sua empresa, os arquivos são capturados diretamente da Secretaria da Fazenda de seu estado através de certificado digital.
  • Todos os documentos salvos na nuvem, blindados contra qualquer acidente. Nossa ferramenta armazena todos os seus documentos na nuvem por mais de 5 anos, blindados pelos rígidos padrões de segurança da Amazon.
  • E o mais fantástico: Sem custo nenhum a mais, nossos clientes nunca mais precisarão se preocupar se os documentos fiscais estão fora de ordem ou correndo risco de desaparecimento.

Não é sensacional?

Alguém que entenda a legislação, sua atividade e seja capaz de compreender os processos da sua empresa, será de grande ajuda na hora de reduzir custos com impostos, te ajudar a controlar seus documentos, suas finanças e por consequência, evitar dores de cabeças indesejáveis com fiscalizações.

Além disso, é difícil que uma só pessoa tome conta de todo o processo e ele seja realizado de maneira eficaz.

Então, se você quer acompanhar e automatizar os processos, diminuir os custos da sua empresa e precisa de gestão fiscal inteligente para isso, fale conosco que te daremos todas as soluções.

Nós podemos te ajudar, acredite nisso!

Gostou do artigo? Encaminhe para um amigo empresário. 

Aci Contabilidade