Bem vindo ao nosso site!

  • Localização Av. Pontes Vieira, 2401 – Dionisio Torres

  • Email contato@acicontabilidade.com.br

  • Whatsapp (85) 99922-6999

Blog

DOAÇÃO DENTRO DA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA, VEJA COMO REALIZAR!

Todos os anos, os brasileiros que têm rendimento anual superior ao teto estabelecido pela Receita Federal devem fazer a declaração do Imposto de Renda (IR) ao Estado. Entre os meses de março e abril de 2021, os contribuintes que tiveram rendimento superior a R$28.559,70 em 2020 deverão realizar a declaração.

Apesar da característica obrigatória do IR é possível ir além, e destinar parte do Imposto a projetos sociais. No último ano, inclusive, a Receita Federal criou uma novidade para que o contribuinte possa doar, de forma direta, seus recursos para fundos controlados por conselhos municipais, estaduais e nacionais em favor do Idoso.

As doações totais estão limitadas a 6% do imposto devido ou da restituição, com até 3% sendo usados para cada categoria. Caso queira, o contribuinte poderá doar mais, porém o valor não poderá ser deduzido do imposto a pagar.

Como realizar a doação de parte do Imposto de Renda?

Ao preencher a declaração do Imposto de Renda, basta escolher o Fundo do Idoso ou do Estatuto da Criança e do Adolescente para doar, e optar pela esfera de atuação: nacional, estadual ou municipal.

No entanto, não é possível escolher uma entidade específica e, sim, a causa. É preciso escolher o modelo completo da declaração, conferir o valor do imposto e confirmar a opção “Doações Diretamente na Declaração”. Em seguida, no formulário, é preciso clicar no botão “novo” e escolher o fundo.

Por fim, o contribuinte deverá informar o valor a ser doado, respeitando os limites, e o próprio programa gerará o Darf, que deve ser pago até o dia final de entrega da declaração à vista.

Mesmo assim, estaremos exemplificando uma entidade que desenvolve projetos sociais com crianças especiais. Por ser uma Entidade sem fins lucrativos, a mesma depende de atitudes amorosas como essas para manter o foco no trabalho.

 Passo a passo prático de como declarar:

Vamos começar lembrando que a doação é o último passo a seguir dentro da declaração.

Após concluir totalmente o preenchimento da sua declaração, vá até a aba “Fichas da declaração – Doações Diretamente na Declaração (ECA)”, e siga o passo-a-passo a seguir:

  1. Selecione as opções “NOVO”, depois clique no fundo tipo “Municipal”, escolha a Unidade Federativa “Ceará”, o município “Eusébio – 19.017.150/0001-36” e verifique o Valor Disponível para Doação ao FMDCA:
  2. Preencha o campo do valor com o limite indicado;
  3. Na aba “Resumo da Declaração – Cálculo do Imposto”, confira o valor que será destinado ao CMDCA no campo “Dedução de Incentivo” e o valor do imposto a ser pago;
  4. Transmitir a declaração para a Receita Federal clicando no botão inferior esquerdo: Entregar declaração;
  5. Clique na opção “Imprimir DARF – Doações Diretamente na Declaração (ECA)”, gere a guia com o valor a ser destinado e pague até o dia 31 de Maio de 2021.
  6. Para finalizar, pague a guia gerada com a doação. Ela por si só será distribuída para as entidades.

Mas se você estiver disposto a colaborar com entidade mencionada mais acima, você pode estar enviando diretamente o Recibo de entrega e Comprovante de pagamento do DARF para o email hipicachambord@gmail.com, e assim essa mesma poderá solicitar que essa doação seja revertida para seus projetos.

Obs. Pode doar tanto quem tem imposto a pagar quanto quem tem imposto a restituir.

Ou seja, se você teve um Imposto a restituir, você segue o mesmo passo a passo, inclusive a impressão e pagamento do DARF. Mas não se preocupe, esse valor não sairá do seu bolso, a sua doação realizada será acrescida junto da sua restituição.

Resumo

Isto é uma garantia que uma parte do imposto que será pago pelo contribuinte ao Fisco será destinado ao programa social beneficiado.

“Essa iniciativa precisa ser propagada e incentivada, sobretudo neste momento de pandemia e porque essa é uma ação sem ônus para o contribuinte. Esse recurso seria direcionado ao governo federal, o que muda com a modalidade de doação é que o contribuinte sabe exatamente qual será a destinação da verba.